sábado, 7 de março de 2015

Sobre o filme - Um dia

Admito, sou daquelas que adoram um romance, choram em filmes (e muito, diga-se de passagem), que torce e sofre pelo final feliz dos personagens de um filme.
Semana passada, foi a vez do filme "Um dia", baseado no livro de David Nicholls.

" Dexter Mayhew e Emma Morley se conheceram em 1988. Ambos sabem que no dia seguinte, após a formatura na universidade, deverão trilhar caminhos diferentes. Mas, depois de apenas um dia juntos, não conseguem parar de pensar um no outro. Os anos se passam e Dex e Em levam vidas isoladas — vidas muito diferentes daquelas que eles sonhavam ter. Porém, incapazes de esquecer o sentimento muito especial que os arrebatou naquela primeira noite, surge uma extraordinária relação entre os dois. Ao longo dos vinte anos seguintes, flashes do relacionamento deles são narrados, um por ano, todos no mesmo dia: 15 de julho. Dexter e Emma enfrentam disputas e brigas, esperanças e oportunidades perdidas, risos e lágrimas. E, conforme o verdadeiro significado desse dia crucial é desvendado, eles precisam acertar contas com a essência do amor e da própria vida."

A minha opinião? Esperava mais do filme... esperava mais brilho e romantismo, esperava um final feliz. Foi um filme que tinha tudo para me encantar e não encantou, fiquei à espera de algo mais.
Foi um romance mais real, cheio de problemas e talvez tenha mesmo sido ofuscado pela excessiva demonstração das adversidades do dia a dia. Mas, talvez, sejam assim os romances na realidade...  Por isso, não deixo de recomendar o filme, nos faz pensar como uma pessoa que surge na nossa vida, por acaso, fica e muda tudo.







Sem comentários:

Enviar um comentário